Ser pobre é comprar 1kg de costela e chamar os amigos para fazer churrasco......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

 
CONSUMIDOR - CONSTRANGIMENTO - PORTA GIRATÓRIA - AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS

CONSUMIDOR - CONSTRANGIMENTO - PORTA GIRATÓRIA - AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS


CONSUMIDOR - CONSTRANGIMENTO - PORTA GIRATÓRIA - AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA MM........VARA CÍVEL DA COMARCA DE..........





...............(qualificação) residente e domiciliado na cidade de........., na rua.., nº.., por seu procurador firmatário, doc, anexo, vem, a presença de V Exa., promover Ação de Reparação de Danos Morais, conforme estatui o CC, art. 932; Lei 8078-90 - Código do Consumidor, contra...........(qualificação - nome do banco) instituição financeira CGC nº........, localizado na cidade de., na rua., nº......, pelos fundamentos e razões a seguir aduzidos.
O ............autor, queria fazer depósito na conta corrente de.............(nome do correntista), junto ao Banco.........(nome) localizado na cidade de........,, ele teria de fazer o depósito em data de.........., pois o correntista estaria esperando o numerário para aquisição de medicamento.
Quando o Autor chegou ao banco, antes de passar na porta giratória, comunicou ao segurança que estava armado, mostrando imediatamente sua identidade funcional de policial, que comprovava o porte de arma, pois se encontrava a paisana, gerando dúvidas ao segurança perante sua identidade.
Ocorre que o segurança deixou o Requerente esperando mais ou menos meia hora no lado de fora do banco, na tentativa de resolver com o gerente do banco a situação, porém, não houve permissão para o policial entrar no banco, em razão da arma de fogo, segundo explicação do gerente, se permitisse a sua entrada no banco, estaria descumprindo o regulamento interno da agência.
O segurança argumentou que o Autor para ingressar na agência,teria que deixar a arma no lado de fora do estabelecimento bancário, pois em caso contário a porta travaria se tentasse entrar. Mesmo assim, novamente o Requerente tentou explicar ao segurança, que ele também desempenhava o dever de segurança para com a sociedade, e mais uma vez os argumentos do segurança ficaram adstrito a orientação do gerente.
Dada as circunstâncias estabeleceu-se uma discussão na porta giratória quando o segurança do banco começou agredir o autor com palavras ofensivas,criando uma situação extremamente constrangedora ao policial ora autor perante as pessoas que se encontravam na fila para ingressar no banco.
Esclareça-se que um policial civil pode portar arma, mesmo estando a paisana, segundo Portaria ..............(nº , e indicar o esatado_
Com toda a situação criada, ficou claramente incutido nas pessoas que assisitam a discussão no banco, que provavelmente o autor pareceia um criminoso, que estaria ardilosamente usando de argumentos para ingressar no interior da agência.
Destarte, constata-se o desrespeito do segurança com o Requerente em não permitir a entrada do mesmo na agência bancária, pelo que o A .providenciou no registro de ocorrência contra o segurança pelo seu comportamento extremamente grosseiro e desrespeitoso.
Instaurado o Inquérito Policial, no depoimento o segurança do banco, alegou , que após a discussão, permitiu ao Autor o ingresso na agência, sendo totalmente falso essa afirmação. A verdade é que dado esse incidente , não pode fazer o depósito, vindo ocasionar um transtorno de saúde ao correntista que aguardava o numerário, via de consequência, o mesmo teve que ser internado no hospital...........(nome), conforme doc. anexos.........., bem como os laudos médicos, em anexo.
Assim, sendo, assiste razão ao requerente o pedido de reparação de dano moral, pois teve sua integridade profissional e moral abalada, pelo impedimento de sua entrada no banco, e tendo a necessidade premente de fazer o depósito em razão de saúde.Fortalecido seu pedido CC,arts. 186, 932, CDC,, art. 14, CF, art. 5º, X
O Requerente teve sua imagem exposta quando foi colocado em dúvida sua condição de policial, que poderia ser comprovada com a apresentação do documento de identidade deste, conforme norma referente nesta ação.
3. Dessa forma, o Requerido responderá pela indenização a título de reparação pelos danos morais sofridos pelo REQUERENTE, pois o segurança que é um empregado da agência, representa o próprio fornecedor de serviços na relação de consumo, e por essa razão deverá respeitar e zelar pela incolumidade física e moral dos consumidores, segundo a legislação em vigor.
(entendimento jurisprudencial)
DIANTE DO EXPOSTO, Requer a V. Exa.,de:
a) acolher as manifestações;
b) julgar procedente o pedido, condenando o Requerido ao pagamento de R$............a título de reparação de dano moral, causado ao Autor;
c) determinar a citação do requerido, para responder querendo, nos termo do CPC, arts. 285, 319;
d) condenar o requerido nas custas processuais, e honorários advocatícios em 20%
e)acolher o protesto de provar o alegado mediante prova testemunhal, e demais provas, CPC, art. 332.
Dá-se a causa o valor de............
N. Termos
P. Deferimento
.................,.........de......................de........
................................................................
OAB/......

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.