Ser pobre é só andar de carro uma vez por mês pra não gastar gazolina......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

 
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONEXÃO INTERNET

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONEXÃO INTERNET



xxxxx, CNPJ xxxxxx, doravante denominada simplesmente Provedora de Acesso, e a pessoa física/jurídica identificada pelo acesso eletrônico ao sistema da Provedora de Acesso, doravante denominada Usuário, tem justo e acordado este instrumento contratual, regido pelas seguintes cláusulas e condições:

Cláusula Primeira: Do Objeto

O objeto do presente contrato é a prestação de serviço de conexão à rede Internet, disponibilizando o endereço de Correio Eletrônico reconhecido na rede citada.

Cláusula Segunda: Da Prestação dos Serviços

1 - A prestação do serviço de acesso à rede Internet será feita por acesso via linha discada;

2 - O cadastramento do Usuário deverá ser feito pelo mesmo, de forma “on-line”.

3 - A Provedora de Acesso não será responsabilizada pela interrupção da prestação de serviços nos casos de:

3a - Falta de fornecimento de energia elétrica para o sistema da Provedora de Acesso;

3b - Falhas nos sistemas de transmissão ou de roteamento no acesso à Internet, sendo a Provedora de Acesso responsável somente pelo funcionamento dos seus próprios computadores e demais equipamentos de comunicação;

3c - Falhas nos sistemas de transmissão ou de roteamento no acesso à Internet, sendo a Provedora de Acesso responsável somente pelo funcionamento dos seus próprios computadores e demais equipamentos de comunicação;

3d - Necessidade de reparos ou manutenção da rede externa que exija o desligamento temporário do sistema;

3e - Qualquer ação de terceiros que impeça a prestação do serviço;

3f - Interrupção ou suspensão, pela empresa concessionária de serviço público, dos serviços de telefonia;

3g - Motivos de caso fortuito e força maior.

4 - Não será permitida duas conexões simultâneas utilizando o mesmo código e senha privativas de Usuários para acesso ao serviço.

5 - A Provedora de Acesso não se responsabilizará, em nenhuma hipótese, por perdas e danos de qualquer natureza causados, direta ou indiretamente, pela utilização do serviço.

6 - A Provedora de Acesso permitirá ao Usuário hospedar sua página pessoal até o tamanho de 1 (um) Megabyte.

7 - A disponibilização dos acessos pela Provedora de Acesso, nas localidades onde estiver atuando, obedecerá as seguintes modalidades:

7a - Acesso Ilimitado, 24 (vinte e quatro) horas por dia;

8 - Nas localidades não atendidas pela Provedora de Acesso será liberado o cadastramento aos Usuários obedecendo os mesmos critérios citados neste Contrato, sendo mantida uma lista de espera até a liberação de linhas locais.

Cláusula Terceira: Das Obrigações do Usuário

1- Fornecer informações verdadeiras, corretas, atuais e completas sobre si mesmo, autenticando sua chave de validação no prazo determinado em correspondência a ser enviada pela Provedora de Acesso, ficando o Usuário impedido de navegar no caso do não cumprimento de tais exigências.

2 - Não veicular mensagens que possam vir a ser consideradas ofensivas e/ou subversivas aos princípios éticos e morais, bem como propagandas não-autorizadas (“spam”) ou “mail-bomb”. Na hipótese de ocorrências desses tipos, o Usuário será direta e exclusivamente responsabilizado, sujeitando ao Provedor de Acesso somente as responsabilidades que lhe são conferidas neste Contrato.

2a - O conteúdo das páginas pessoais dos Usuários será de inteira responsabilidade dos mesmos, não tendo o Provedor de Acesso qualquer responsabilidade sobre suas criações e conteúdos.

2b - Na hipótese do Usuário ser menor de idade, a responsabilidade da veiculação de mensagens e páginas pelo Usuário recairá sobre seus pais ou representantes legais, conforme a legislação vigente.

3 - Com relação ao código e senha privativos, o Usuário deverá:

3a - Assumir integral responsabilidade por si e por terceiros na sua utilização, obrigando-se a honrar os compromissos financeiros e legais daí resultantes;

3b - Proteger a identificação de acesso à rede Internet recebida da Provedora de Acesso, constituída pelo código e senha privativos, que são intransferíveis, não podendo ser objeto de qualquer tipo de comercialização;

3c - O Usuário poderá solicitar a mudança da senha de acesso, desde que não haja impossibilidade técnica e sempre definidos segundo critérios específicos da Provedora de Acesso, sendo que para cada contrato só haverá um código e senha privativos.

4 - É de exclusiva responsabilidade do Usuário prevenir-se contra a perda de dados, invasão da rede e outros eventuais danos causados pela má utilização do serviço.

5 - Considerando os padrões de conduta vigentes na utilização da rede Internet, o Usuário deve abster-se de:

5a - Invadir a privacidade de outros Usuários, seja na busca de acesso a senhas e dados privativos, modificando arquivos que não sejam de sua autoria ou assumir a identidade de terceiros;

5b - Desrespeitar leis de direito autoral e de propriedade intelectual;

5c - Prejudicar intencionalmente outros Usuários da rede Internet, através do desenvolvimento de programas de acesso não autorizado a computadores e alterações de arquivos, programas e dados residentes na rede.

6 - Permitir a veiculação initerrupta da publicidade durante a navegação.

Cláusula Quarta: Das Obrigações da Provedora de Acesso

1 – Disponibilizar código e senha privativos escolhido pelo Usuário, a partir da aprovação do cadastramento do Usuário para acesso à rede Internet exclusivamente ao mesmo.

2 – Comunicar ao Usuário com antecedência mínima de 24 horas, a paralização da prestação de serviços para manutenções programadas.

3 – Manter disponível em seu endereço Internet um conjunto de programas de domínio público ou do tipo “shareware” que permitam acesso à rede Internet.

4 – Manter sigilo sobre as informações cadastrais. Toda e qualquer informação sobre o Usuário é classificada como sigilosa sendo repassada a terceiros única e exclusivamente em caso de solicitação judiciária ou no interesse do Usuário.

Cláusula Quinta: Da Rescisão

1 - O presente contrato poderá ser rescindido por quaisquer das partes mediante aviso prévio por escrito via fax, através do número xxxxxxxxx, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.

2 – A Provedora de Acesso poderá julgar inapropriada a utilização do serviço pelo Usuário. Isso ocorrendo, o Usuário será notificado e deverá sanar prontamente o uso inapropriado, sob pena de ter o seu contrato rescindido.

3 – A Provedora de Acesso poderá considerar imediatamente rescindido o presente Contrato, independentemente de notificação ou interpelação, sem que o Usuário faça jus a qualquer tipo de indenização ou ressarcimento na ocorrência de qualquer dos eventos:

3a – Transferências, a terceiros, do código e senha privativa de Usuário;

3b – Comercialização do código e senha privativa de Usuário;

3c – Reincidência no uso inapropriado do acesso .

Cláusula Sexta: Serviços e Preços

A Provedora de Acesso poderá alterar, modificar ou aditar o presente instrumento, inclusive no que diz respeito às condições dos serviços, através de comunicados ou termos aditivos, sempre com o objetivo de aprimorá-lo com vistas às melhorias das condições de funcionamento do presente Contrato, tornando-se o cumprimento dessas alterações obrigatório a partir de sua comunicação ao Usuário, através do correio eletrônico, confirmada pela divulgação do novo Contrato através da Página de Acesso da Provedora de Acesso.

Cláusula Sétima: Disposições Gerais

1 – O Usuário adquire o direito de receber os serviços prestados pela Provedora de Acesso após cumprida as formalidades e obrigações do presente contrato.

2 – A prestação dos serviços ora contratados obedece às normas legais vigentes. Cabe à Provedora de Acesso adaptar-se à eventuais mudanças nas disposições legais, modificando, excluindo ou acrescentando itens ao presente contrato e notificando o Usuário quando isso ocorrer.

3 – As partes reconhecem o correio eletrônico como meio válido, eficaz e suficiente de comunicação, e aceitam a página de acesso da Provedora de Acesso como meio válido, eficaz e suficiente de divulgação para qualquer assunto que se refira a esse contrato ou a qualquer assunto nele abordado.

Cláusula Oitava: Foro

As partes elegem o foro da comarca de Belo Horizonte para dirimir quaisquer questões dele resultantes.

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.