Ser pobre é sonhar acordado e trabalhar dormindo......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

 
EMANCIPAÇÃO - ESCRITURA PÚBLICA

EMANCIPAÇÃO - ESCRITURA PÚBLICA

ESCRITURA PÚBLICA DE EMANCIPAÇÃO que faz: (...........................) a seu filho(a), na forma abaixo:
S A I B A M, quantos esta pública escritura de emancipação virem, que aos ......... dias do mês de ......... de ....., nesta Cidade de ....., Capital do Estado do ....., em Cartório, perante mim, Escrevente, compareceram as pessoas adiante nomeadas que, não sendo minhas conhecidas, apresentaram os documentos abaixo mencionados e identificaram-se como sendo:- outorgante emancipante: (.......................), brasileiro, viúvo, comerciante, portador da CI/RG. nº ../R-.......-SC, inscrito no CPF/MF. sob nº ...........-.., residente e domiciliado na Rua Francisco Santi, nº s/n, nesta Capital, na qualidade de responsável, conforme Termo de Guarda e Responsabilidade, e.pedido em ......., pelo Juízo Privativo da Vara de Menores de ............á; e de outro lado como outorgado emancipado: (............................), brasileiro, solteiro, menor púbere, com 18 anos de idade, estudante, portador da CI/RG. nº .........-.-...., inscrito no CPF/MF. sob o nº ...........-.., residente e domiciliado na Rua ........, nº s/n, nesta Capital.- Inicialmente, os presentes, declararam sob pena de responsabilidade civil e penal, que todos os documentos que apresentam para a lavratura deste ato, inclusive os relativos às suas identidades, a eles pertencem e são autênticos.- E, aí, pelo outorgante emancipante me foi dito que, reconhecendo em seu filho (............................), ora outorgado, a necessária capacidade para pessoalmente reger a sua pessoa e administrar os seus bens, vinha pela presente escritura e na melhor forma de direito, conceder-lhe emancipação, de conformidade com o Art. 3º parágrafo único, nº I, da parte geral do Cód. Civil Brasileiro, como de fato e na verdade ora emancipado o têm, a fim de que o mesmo fique apto e possa livremente, praticar todos os atos de sua vida civil e criminal, emancipado através da presente escritura, prometendo ele a todo tempo, fazer a presente sempre boa, firme, valiosa e isenta de dúvidas. Pelo outorgado emancipado, me foi dito que agradecia a seu pai, pela confiança nele depositada e aceita a presente escritura inteiramente como nela se contém. Pelo outorgante emancipante me foi dito finalmente que autoriza desde já o Oficial do Cartório do Registro Civil competente, a promover as averbações necessárias à margem do Assento de Nascimento. Em seguida, me foi apresentado o Bilhete de Distribuição: distribuído sob o nº ao ... Tabelionato. Assim o disseram e dou fé. A pedido das partes lavrei esta escritura, a qual feita e lhes sendo lida e distribuída, acharam-na conforme, aceitaram, dispensando a presença e assinatura de testemunhas, de acordo com a permissão contida no Capítulo .., seção .., norma .., do Código de Normas instituído pela Douta Corregedoria Geral de Justiça do Estado do ......., através do Provimento nº ......., de ........., publicado no Diário da Justiça do Estado do ........., em.../.../..., e assinam perante mim, ________________, (.................), Escrevente, que a datilografei. E, eu ____________,( ........................), Tabelião, subscrevo, assino e dou fé. (Custas: ... R$......).-

..........................

.......................

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.