Ser pobre é andar com a calça ragada e dizer que é moda......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

 
ALIMENTOS - FILHO NÃO RECONHECIDO - PEDIDO

ALIMENTOS - FILHO NÃO RECONHECIDO - PEDIDO

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA MM.....VARA DE FAMILIA E SUCESSÕES DA COMARCA DE.........








..............(qualificação), residente e domiciliado na cidade de..............., na rua............., nº............neste ato representando seu filho menor impúbere, por seu procurador firmatário, doc. anexo, embasado na Lei nº 883/49, arts. 1º, 405, CC, arts. 1796, Lei nº 56478-68, vem,a presença de V. Exa., propor AÇÃO DE PRESTAÇÃO ALIMENTÍCIA contra os herdeiros de .............., falecido há ........., na cidade de........., pelos fundamentos e razões a seguir aduzidos.

1º - Do relacionamento de sua genitora e com o "de cujus" em data de........nasceu o alimentário. Destarte, o devedor falecido, já era casado civilmente.

2º - A representante do autor (mãe), durante um longo período de........(meses/anos) passou por período difíceis economicamente, a representante do Autor (mãe), porém, nunca procurou o falecido quando vivo, porque tinha consciência de que não deveria causar embaraços a família legítima. O de "cujos" alcançava exporadicamente, via portador.

3º. - Na convivência com pessoas de suas relações de amizade, o falecido, deixou publicamente ser pai do Autor. Importante ressaltar que como serventuários da justiça, a mãe ouviu várias vezes a manifestação dele que era o pai de seu filho.

4. - Após sua morte, a ora representante do alimentário, entendeu quebrar o sigilo e vir a V. Exa., requerer a presente ação, no sentido de salvaguardar os direito do Autor, pois vive com seu salário de servente do Fórum desta comarca.

POSTO ISTO, Requer a V. Exa., de:
a) acolher as manifestações, e, após;
b) se digne determinar a citação dos herdeiros e a viúva meeira, para contestar querendo a presente, no prazo legal;
c) designar a audiência sob pena de confissão e revelia;
d) determinar a ouvida do Ministério Público, para participar do feito;
e) determinar o arbitramento dos alimentos provisionais em.........., para o Autor, a partir da citação até o trânsito em julgado da prolatação da sentença ou julgamento de recurso se houver;
f) conceder os benefícios da Assistência Judiciária Gratuita, nos termos da Lei nº 1060-50;
g) acolher a inquirição das testemunhas abaixo arroladas.
Dá-se a causa o valor de................
N. Termos
P. Deferimento
.....................,.........de................de............
OAB/...........................................................

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.