Ser pobre é usar sacola de supermercado como saco de lixo......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

meu dia sem speedy...
Hoje pela manhã, tal como faço todas as manhãs e me deparei a internet fora do ar. Já começou por ai: Liguei na telefonica e logo depois de inserir o número do meu telefone, recebi a mensagem previamente gravada de que o acesso speedy na minha região estava instavel e que o prazo era de 1 hora para que tudo se normalizasse. Em minha ingenuidade acreditei na mensagem e saí de casa sem dar minha navegada matinal.
Ao chegar no trabalho me deparei com o ambiente que muitos paulistas encontraram no trabalho: embora tinha força, água e telefone, faltava algo. Todos estavam meio que perdidos. Era a internet que estava fora. Ninguem tinha visto os e-mails, ninguem estava navegando, foi uma manhã infernal para muitos...
Na hora do almoço corri no centro pois precisava de uma calça urgente. Depois de, rapidamente escolher uma, pois meu almoço é corrido, ao pagar nem o cartão de crédito nem o de débido passou. Fui fazer um cheque mas a atendente disse que só receberia via dinheiro pois o site que eles checam os cheques estava fora do ar. Então como precisava da calça perdi mais um tempinho e corri em um caixa eletronico para tirar o dinheiro. Para minha surpresa o caixa estava fora do ar, fui direto no banco. Estava um caos danado e fui informado que os caixas também estavam fora.
Retornei a loja e tentei convencer a atendente a me entregar a calça em troco de meu rg, e que no dia seguinte retornaria com o dinheiro mas não teve conversa.
No caminho para a volta ao trabalho notei que várias pessoas estavam na frente de seus escritórios olhando para a rua. Foi ai comprovei: tudo é internet...
Mesmo com água, luz e telefone muitas empresas deixaram de produzir hoje.
A internet é nova, não são nem 15 anos de popularização, mas muitos já dependem dela: Delegacias não emitiram BO, serviços públicos não fizeram atendimento, bancos não funcionaram, muitos trabalhos escolares não foram feitos, ...
Depois disto estou curioso: existe um plano B? Se um dia ficarmos sem internet por mais tempo será que as pessoas vão saber preencher um documento na máquina de escrever? Será que as pessoas vão saber ir a uma biblioteca buscar livros? Os bancarios vão saber buscar dados de clientes em fichas de papel?
A evolução humana criou mais uma dependencia: agora para sobreviver precisamos de computadores e também internet.

veja os vídeos do Programa Zmaro: Humor inteligente de forma descontraída. Acesse www.Zmaro.com.br

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.