Ser pobre é pensar que a sua condição social é o limite para seus sonhos......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

10 novos serviços online que indicam o futuro da Web 2.0
Conheça 10 novas empresas de internet que estão aproveitando a onda da Web 2.0 para oferecer serviços online inovadores.

Você conhece bem serviços como YouTube, Flickr, Google e Wordpress, responsáveis por liderar o movimento online conhecido como Web 2.0.
Mas o que espera os usuários em um futuro em curto prazo agora que a colaboração, os softwares online e o remix de informações já são uma realidade?
Na última semana, o evento TechCrunch40, liderado pelo blog de empreendedorismo TechCrunch, reuniu 40 startups de internet com as idéias mais inovadoras para serviços que deverão começar a se popularizar a partir de 2008.
Entre os 40 projetos, o IDG Now! selecionou 10 serviços online que indicam possíveis futuros para a internet, com destaque para a explosão nos sites de agregação de conteúdo e que se apóiam na comunidade para produzir algo fora do mundo digital.
XRT3D (clique aqui para conhecer este site)
Para abrir seu navegador, acessar seus programas no sistema operacional ou mesmo jogar games, você usa essencialmente um mouse e um teclado conectados ao seu PC. Ao invés disto, que tal usar os próprios movimentos do corpo? A startup XRT3D apresentou uma tecnologia que, integrada a uma webcam conectada a um algoritmo, transforma os movimentos do usuário na frente do PC em interface para controlar o micro.
Além de games e redes sociais tridimensionais, como o Second Life, o sistema pode ser usado em softwares no desktop, como demonstra Doug Rosenberg, fundador do XRT3D, em vídeo em que o programa é controlado por simples movimentos de mão em frente à webcam.
Viewdle (clique aqui para conhecer este site)
Atualmente, a busca em sites de vídeo é baseado primordialmente no uso de palavras-chave: você digita dois termos que foram associados ao vídeo e o serviço lhe devolve uma lista com todas as obras que mais se aproximam delas. O conteúdo do vídeo, porém, é ignorado e é nesta premissa que o Viewdle aposta.
Por meio de algoritmos que encontram e registram os rostos presentes em cada vídeo, o serviço é capaz de informar qual personalidade aparece em que trecho de cada filme, detalhando ainda mais as buscas.
A agência de notícias Reuters começou a testar o serviço na sua gigantesca base de notícias visuais. É possível ver como o serviço funciona, destacando a maior eficiência que o algoritmo oferece a seus leitores na busca por determinada celebridade, político ou atleta.
PowerSet (clique aqui para conhecer este site)
Todos buscadores atuais confiam num simples sistema que bate a combinação de palavras digitadas pelo usuário em um banco de dados gigantesco, chamado índice, para decidir quais as páginas que mais podem se ajustar à procura.
Por mais que tenha atingido seu ápice no algoritmo PageRank, do Google, o modelo ainda está longe de tornar buscadores em versões digitais do Oráculo, onde qualquer pergunta retorna a resposta correta que o usuário procura.
O PowerSet é uma aposta da startup homônima para investir na busca que dá mais valor ao significado da frase que no acúmulo de diferentes palavras, oferecendo, segundo palavras do próprio serviço, “buscas mais naturais e intuitivas”.
Story Blender (clique aqui para conhecer este site)
Na recente ondas de mashups que fez com que Microsoft, Google e Yahoo oferecessem ferramentas para junção de conteúdos online, o Story Blender é uma plataforma online que, ao contrário de feeds de notícia ou mapas, baseia seus mashups em vídeos.
Pelo serviço, usuários podem editar e cortar vídeos próprios ou escolhidos da comunidade, acrescentando textos, fotos e músicas. Ao contrário de serviços atuais de mashups, o Story Blender traz ferramentas que são mais fáceis de entender e lidar para usuários leigos.
Terminado o trabalho, é possível publicar a própria obra na rede social do serviço, que aposta na construção coletiva dos vídeos avaliados, copiados e mixados pela comunidade
Mint (clique aqui para conhecer este site)
Da mesma maneira que serviços como SalesForce.com oferecem ferramentas corporativas direto da internet, o Mint é um serviço que gerencia o dinheiro do usuário dentro de um navegador.
O Mint se conecta aos servidores de bancos e operadoras de cartões de crédito para, a partir da conta corrente registrada, consolidar a posição financeira do usuário com informações sobre contas que devem ser pagas e faturas de cartões de créditos.
Além de alertá-lo sobre futuros débitos, o serviço também analisa o balanço da conta corrente para comparar gastos em diferentes categorias e sugerir possíveis cortes ou indicar gastos exagerados em hábitos não registrados em meses anteriores, como em restaurantes.
Para não afastar clientes que temem vazamento de informações, o Mint afirma que os registros financeiros dos usuários são anônimos.
PubMatic (clique aqui para conhecer este site)
O PubMatic promete integrar todas as campanhas de links patrocinados na internet, sejam elas feitas pelos serviços do Google, do Yahoo ou da Microsoft, dentro de uma mesma plataforma online.
Além de evitar o gerenciamento de diversos serviços, a startup promete analisar os sites onde os anúncios estão sendo reproduzidos para escolher qual plataforma de publicidade pode trazer os maiores lucros ao usuário e qual melhor estilo (tamanho, cor e até mesmo texto a ser usado) do anúncio para tanto
Além de links patrocinados, o serviço promete também funções para divulgar anúncios em banners e vídeo, como os que o Google está testando dentro da sua rede AdSense.
TripIT (clique aqui para conhecer este site)
A TripIt é uma plataforma online que integra informações sobre uma futura viagem para criar um itinerário completo que inclui horários dos vôos, localização do hotel e lugares onde o usuários que ir.
Ao repassar e-mails de confirmação das reservas feitas junto à companhia aérea, ao hotel e até mesmo à locadora de carros, o TripIt monta um itinerário básico com os dias da viagem, a localização do hotel e o clima previsto para a região no período.
A partir daí, o usuário pode acrescentar pontos de interesse ou até mesmo escolher alguns sugeridos na região pelo TripIt, que avisa o usuário por e-mail de compromissos e apresenta itinerários de outros usuários nos quais o usuário pode se espelhar.
Orgoo (clique aqui para conhecer este site)
As diversas janelinhas de diferentes comunicadores instantâneos piscando é algo que a startup Orgoo pretende ao integrar, em uma mesma interface online, muitos serviços de mensagens e contas de e-mails.
Ao invés de baixar softwares para trocar mensagens com seus amigos ou alternar entre seus diferentes serviços de e-mail para conferir novas mensagens, o Orgoo congrega, em uma interface que lembra o Outlook, da Microsoft, múltiplas contas de e-mail em POP e SMTP com cinco comunicadores: AIM, Microsoft Live Messenger, Yahoo Messenger, Google Talk e ICQ.
O Orgoo permitirá a busca tanto nos históricos de conversas como nas diferentes caixas de entrada por apenas um mecanismo de busca e, para usuários gratuitos, oferecerá 3 GB de espaço para armazenamento.
Ponoko (clique aqui para conhecer este site)
Ao invés da industrialização em grande escala, o serviço Ponoko ser uma plataforma de fabricação de produtos criados pela própria comunidade e consumidas em pequenas quantidades. Da mesma maneira que as camisetas já foram alvo de serviços similares (no Brasil, a Camiseteria é o melhor exemplo), usuários do Ponoko enviam projetos de móveis, jóias, enfeites e utensílios domésticos para que a comunidade vote.
Caso outro usuário goste do produto, ele pode encomendá-lo ao Ponoko, que, junto ao designer, envia o material e contrata um fabricante perto de onde o comprador morar, reduzindo custos com frete. Além do comércio, designers, fabricantes e compradores podem trocar projetos gratuitos e expôr dúvidas no fórum que apóia a comunidade do Ponoko.
Metaplace (clique aqui para conhecer este site)
Por mais que sofra críticas quantos aos investimentos corporativos, o Second Life deixou claro que há espaço para empresas divulgarem produtos em mundos virtuais. Ao contrário da popular rede da Linden Labs, a Metaplace se apresenta como uma construtora de mundos virtuais que não precisa necessariamente de um cliente específico para funcionar.
Além de apostar na popularização entre usuários finais, que poderão incluir seus próprios mundos em blogs e redes sociais, a Metaplace vê como potencial o desenvolvimento de lojas ou games para empresas explorarem da maneira mais personalizada possível.
Em seu site, a Metaplace sugere que a criação dos mundos virtuais seja tão fácil como copiar e colar um link online, oferecendo kits de ferramentas para construção que se baseiam no modelo de “arrastar e colar” presente no gerenciamento de pastas dos sistemas operacionais.

veja os vídeos do Programa Zmaro: Humor inteligente de forma descontraída. Acesse www.Zmaro.com.br

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.