Ser pobre é usar aquele farol alto e dizer q é xenon......

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

Fique ligado! Veja a lista que promete:
 

1) impressão em 3D
2) classe média africana
3) aplicativos além do mobile (princípios passam a ser adotados no desktop e em browsers)
4) art.sy
5) aplicativos relacionados a automóveis
6) check-ins automáticos
7) bambu
8) bancos proporcionando aplicativos não-bancários
9) banners publicitários que fazem mais (exemplo: transmissão, descontos)
10) degustadores e especialistas em cervejas
11) biomímese (design inspirado na natureza)
12) arquiteto Bjarke Ingels (“o Lady Gaga da arquitetura”)
13) Brasil como líder eletrônico (alta taxa de adoção de celulares, Internet, mídias sociais, governo eletrônico)
14) desmonte do livro: publicação por capítulos; meios-termos entre artigo de revista e livro; etc.
15) brigadeiro (o doce)
16) “compre um, doe um” (produtos fortemente atrelados a causas de impacto social)
17) publicidade nos “captcha” (confirmação de preenchimento humano nos formulários online)
18) livros eletrônicos infantis
19) o verde passado a limpo: produtos precisam especificar porque se taxam como ecológicos
20) algodão mais caro (problemas diversos de fornecimento)
21) turismo culinário
22) declínio da caixa registradora (dispositivos mais versáteis vem sendo usados largamente)
23) desmatamento na mira: entidades e eventos tratam cada vez mais sobre o tema
24) Detroit
25) paradinhas offline: momento de desligar os aparelhos, desconectar, sentir o ambiente imediato (alguns restaurantes já proíbem até mesmo smartphones)
26) etiqueta digital: aumenta a necessidade de se observar e corrigir posturas e gafes não necessariamente feitas na Internet, mas em relação ao uso da Internet quando se está com outras pessoas)
27) mapas digitais de dentro dos locais (como se deslocar em shopping centers, aeroportos, etc)
28) intervenções digitais
29) Cidade Tecnológica do Leste de Londres
30) compartilhamento de livros eletrônicos
31) reconhecimento facial altera anúncios eletrônicos em tempo real
32) jornalismo empreendedor
33) alternativas ao Facebook
34) fast-moda (produção, entrega e consumo em ciclos menores)
35) f-commerce (o Facebook como carrinho de compras)
36) comida científica (projetadas para saúde ou beleza)
37) hotéis com temática gay
38) foco em doenças globais: doenças cardíacas, câncer, obesidade e diabetes
39) carros luxuosos ecológicos
40) desconto progressivo de acordo com o número de consumidores
41) maçãs antigas diversificadas
42) monitoramento de consumo elétrico doméstico
43) “ignorância é bênção”: questionamentos fortes sobre quanta informação realmente é importante publicar
44) encontros e acontecimentos presenciais
45) atriz Jennifer Lawrence
46) turismo em Londres
47) conteúdo longo
48) match (chá verde japonês)
49) saúde no celular: de informações a fichas médicas, agendamentos e interações com profissionais
50) a obra de Michael Jackson permanece viva
51) micronegócios de nicho em torno de bens, habilidades, experiências
52) publicação via celular
53) memes de celular: “virais” vistos em celular sobrepõem o boca-a-boca
54) mercado do esmalte: até fabricantes de automóveis fornecem cores exclusivas para as unhas das clientes
55) nano-cervejarias (caseiras, miro-micro, menores do que as micro-cervejarias)
56) Near Field Communication (NFC) – mais versátil do que RFID
57) a nova indústria da mobilidade: fabricantes de automóveis testam carros menores, direção compartilhada, passam a se apresentar como provedores de soluções de mobilidade
58) a nova cozinha nórdica
59) nova geração de documentaristas
60) Neymar
61) New Kids on The BackStreet Boys: as duas “boy bands” estão em voga novamente e vão se juntar para uma turno
62) recontextualização de objetos: com a acensão de bens digitais, os bens materiais obsoletos (que foram substituídos) passam a virar fetiche e ganhar status de decoração ou arte (livros, vinil, câmeras analógicas, etc)
63) odisséias rastreáveis: viajantes passam a publicar em tempo real conteúdo multimídia geolocalizado de suas expedições
64) mão de obra idosa
65) The Oprah Winfrey Network
66) estilista brasileiro Pedro Lourenço
67) grafos e gráficos dos gostos pessoais (tipo Hunch, Gravity)
68) jornalista norte-americano Piers Morgan, que assume o posto de Larry King na CNN
69) produtor multimídia australiano Pogo
70) automóvel compartilhado
71) atriz Rooney Mara
72) rum (a bebida)
73) cantora Rye Rye
74) jogador de golfe Ryo Ishikawa, japonês de 19 anos que já está entre os 50 melhores do mundo
75) tornar tudo leiturável com scan (com QR Codes e afins)
76) aparelhos auto-carregáveis (que dispensam fontes de energia)
77) experimentações em refeitórios inteligentes (que encorajam opções de comida saudável, rearranjadas)
78) infra-estrutura inteligente (por exemplo, redes digitais acopladas nas redes elétricas)
79) câmeras fotográficas de celulares (smartphones) tornam-se as preferidas
80) intolerância ao fumo
81) browsers sociais tornam-se populares (funcionalidades de interação, compartilhamento e recomendação tornam-se “itens de série” dos principais navegadores de páginas)
82) vigilância de redes sociais (tanto por segurança quanto por políticas empresariais)
83) objetos sociais (códigos visuais leituráveis que permitem registrar e compartilhar informações e links sobre os objetos do dia-a-dia)
84) empresas de turismo vendem viagens para o espaço
85) produtos com história: preferência dos consumidores por produtos que incluam algo interessante sobre sua matéria-prima, fabricação ou comercialização)
86) padrões mais estritos para construções verdes (sustentáveis)
87) tablets infantis (iPads e Kindles específicos para crianças)
88) tap-to-pay (pagamento ágil ao aproximar celular do aparelho de cobrança)
89) tecnologia como atrativo de outras áreas do consumo
90) nostalgia offline com aparelhos digitais: aplicativos que retomam hábitos como escrita manual
91) tatuagens temporárias tornam-se badaladas
92) filme do personagem Tintin
93) profissão de produtor transmídia
94) papel higiênico sem tubo de papelão no miolo
95) Ucrânia
96) adaptação de zonas industriais em parques urbanos
97) telefonemas em vídeo no celular (não mais apenas no computador)
98) espelhos virtuais: filmam o cliente e simulam uso de roupas, maquiagens, acessórios
99) aplicativos ativados por voz (talvez nova regulamentação para poder usar quando dirigindo veículos)
100) transmissões ao vivo pelo YouTube (ou outros sites, não mais usados apenas para armazenamento)
 

veja os vídeos do Programa Zmaro: Humor inteligente de forma descontraída. Acesse www.Zmaro.com.br

 

Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.