Ser pobre é Dançar lambada com a sogra, passar uma rasteira na velha e mandar para as videocassetadas do Faustão....

veja todos os voos de drone em

www.Zmaro.tv/Drone

 

 

Mais
acessados

Principal

Modelos de
Documento

Receitas

Resumos
de Livros

 Perguntas e Respostas
 Jurídicas

Idéias para
ficar rico

Dicas gerais

Dizem que

Ser pobre é


Memorização

Curso de Memorização

Memorização:
que dia cai?

Demais
Cursos e
apostilas


Gastronomia

carnes

bacalhau

dicas gerais

microondas

 receitas diversas

Receitas

em vídeo

tudo sobre congelamento

vinhos


Download

delivery

palpites para loteria

simulador keno (bingo)

treine digitação

ringtones de graça

Saiba quais números
mais e menos saem
na MEGASENA


Contato

Fale com o Zmaro
e/ou
PobreVirtual

Site do
Programa Zmaro

Vídeos do
Programa Zmaro
Humor inteligente
de forma descontraída...

 
Receitas do PobreVirtua e Programa Zmaro
Participe! Envie a sua, clique aqui
FEIJOADA
HISTÓRIA
A exemplo de boa parte dos chamados pratos típicos como a paella e o cassoulet, a feijoada nasceu do aproveitamento das sobras. Tem origem nas senzalas do Rio de Janeiro. Quando se matava um porco na casa grande, os senhores destinavam aos servos as partes menos nobres: Pés, ore-lhas, rabo, tripas, etc. Os escravos juntavam tudo isso ao feijão durante o cozimento. Aos poucos a imaginação criadora do povo foi incrementando a receita, até torná-la um dos nossos pratos mais ricos, e assim, a feijoada saiu da senzala e foi parar na mesa da casa grande. Foram adicionados ao prato: Paio, carnes secas e lingüiças, muito bem acompanhadas de arroz branco, farofa, couve refogada, torresmo e fatias de laranja. Quanto ao preparo e modo de servir existem duas correntes. Uma defende que após ficarem de molho de véspera, para perderem o sal, as carnes e o feijão devem ser cozidos no mesmo caldeirão e nele servidos. Mas há os que preferem os ingredientes separados, durante o preparo como na hora de servir.

INGREDIENTES
2kg de feijão preto
1kg de carne seca
2kg de costela defumada
1 língua defumada
1kg de lombo de porco salgado
½kg de bacon defumado
6 paios
6 lingüiças
2 orelhas de porco
2 rabos de porco
6 dentes de alho picados
2 cebolas grandes picadas
4 colheres de sopa de óleo de soja
Sal e pimenta do reino à gosto


MODO DE FAZER
1) De véspera coloque o feijão e as carnes salgadas de molho.
2) Troque a água a cada 6 horas.
3) No dia, coloque todas as carnes e o feijão em um caldeirão com água suficiente para cobrir tudo.
4) Acrescente 3 folhas de louro, 1 cebola picada e 1 colher de chá de pimenta do reino.
5) Leve ao fogo brando e vá retirando gradualmente as carnes que forem cozinhando para que não se desmanchem.
6) Vá reservando em lugar aquecido as carnes retiradas.
7) Durante o cozimento, use uma escumadeira para retirar o excesso de gordura que se desprende das carnes.
8) Quando todas as carnes estiverem cozidas, refogue em uma frigideira o alho e a cebola restante no óleo com sal á gosto.
9) Jogue esse refogado no feijão e misture bem.
10) Recoloque as carnes no feijão e sirva imediatamente.
 

Super dica de receita e para quem faz regime:
Aprenda a fazer Salada de Vidro
clique abaixo para assitir


veja todas as receitas em vídeo https://www.youtube.com/watch?v=SR1Zk4prqYo

 


Clique abaixo para ver um pouco do Programa Zmaro
Humor inteligente de forma descontraída...

 

De grão em grão a galinha enche o bico!!!
Contribua com o PobreVirtual e Programa Zmaro. Curta, comente e compartilhe o Programa Zmaro nas suas redes sociais.
Envie seus resumos, receitas, dicas, provérbios e o que mais tiver para comaprtilhar no PobreVirtual e no Programa Zmaro. Basta acessar
www.pobrevirtual.com.br/fale
Ou se preferir você pode contribuir financeiramente depositanto qualquer valor em qualquer lotérica (Caixa Econômica Federal): agência 1998, operação 013, Poupança número 8155-0, ou veja outros meios em www.Zmaro.tv/doe 
Livros e cursos são caros, me ajude a aprender novas linguagens para lhe ensinar melhor e incrementar este site com várias novidades. Quando você passar em frente a uma lotérica, lembre-se que existe alguém que precisa muito desta(s) moedinha(s), ponha a mão no bolso e perca alguns segundos do seu tempo e faça um depósito. Pegue aquela moedinha que vai acabar caindo do seu bolso e dê um bom destino a ela.